6 Etapas de Uma Produção Musical

31 Mar 2016

1. Guia


Com a criação da música, o artista ou banda vem para o estúdio mostrar sua música e grava-la da forma que foi criada. Muitas vezes tocada apenas por voz e violão, ou executada por toda a banda dentro do estúdio. Assim, é gravado a guia, uma gravação simples para se ter noção da música, contudo é muito importante que as partes da música como verso, chorus, repetições, solos, estejam todos definidos de preferencia com o acompanhamento de um produtor musical.
 

2. Pré-Produção


Depois de terem a guia definida, deve-se montar uma pré-produção. Nesta etapa serão definidos todos os arranjos e instrumentos a serem usados. É também nesta etapa que o orçamento final deve ser contabilizado pois só agora você sabe realmente o que irá precisar para finalizar sua música ou CD. 
Muito cuidado com esta etapa pois a pré-produção é uma das etapas mais importantes do trabalho, não tenha medo de gastar tempo com esta etapa pois ela irá garantir que as outras etapas ocorram dentro do prazo estipulado de uma forma organizada.

 

3. Captação


A captação é muito importante pois é aqui onde os arranjos ganham vida! Após definir sua música na pré-produção chegou a hora de realmente gravar a música. Aqui é onde serão definidos timbres dos instrumentos, para que o som captado tenha coerência com o estilo proposto. Muito cuidado na hora de gravar, não deixe alguns erros para a edição, cada instrumento deve ser gravado da melhor maneira possível, com a melhor execução do música para que sua música soe mais natural. Uma música com muitas edições são facilmente identificadas, ganhando assim um descrédito por parte do ouvinte!
 

4. Edição


As edições podem e devem acontecer durante todo o processo de gravação pois um tempo fora da bateria irá prejudicar a gravação de todos os instrumentos! Então a partir da primeira gravação já comece a editar, contudo de forma corretiva, por como dito anteriormente o feeling e a pegada quem deve ter é o músico, edição não faz milagre mas organiza e melhora e muito o projeto final.
 

5. Mixagem


Pronto, agora todos os instrumentos, arranjos, vozes estão gravados e devidamente editados, o próximo passa é a mixagem. É aqui onde todos os instrumentos são colocados nos seus devidos lugares e outros processos como compressão e equalização entram realmente em cena.
Existem diversas maneiras, estilos e formas de mixagem, ter uma música de referência é um bom direcionamento para comparar como está ficando sua música. Cada estilo deve seguir seus padrões, portanto nesta etapa você deve dar uma liberdade maior para a pessoa responsável pois ela tem uma visão diferente da sua música e deverá somar ainda mais para sua obra.

 

6. Masterização


Até aqui estávamos trabalhando sempre em multi pista, com controle total de todos os elementos da música, porém agora tudo isso foi mixado e exportado para dois canais (Estéreo). 
A masterização irá de uma forma mais simples, polir a música não pensando mais no baixo e sim no grave, é aqui onde a qualidade do som está em evidencia, deixemos lá na mixagem as possibilidades de modificar os volumes das vozes e dos arranjos agora você deve se preocupar no todo.

O volume final ainda é um assunto muito discutido, mas é aqui na masterização onde você irá definir o volume final da sua faixa. Utiliza-se também uma música de referência para que se possa comparar sua música a fim de poder melhor medir a qualidade final do seu projeto.

Esses 06 passos quando executados de forma organizada e planejada são de fundamental importância para que você consiga obter resultados satisfatórios para a sua produção.


____________________________________________________________
Rafael Pelin
Produtor Musical, arranjador, técnico de audio e Músico do Sonora Estúdio, Graduado em Licenciatura em Música e Pós-Graduação em Metodologia do Ensino de Arte e tecladista da banda Outro Lado.

Interessado em nossos Serviços, fale conosco!

Entre em Contato